Atendendo aos mais exigentes padrões internacionais, o Brasil é o segundo maior produtor mundial de tabaco e líder em exportações desde 1993, graças à qualidade e integridade do produto.

Em 2018, o tabaco representou 0,8% do total das exportações brasileiras, com US$ 1,99 bilhão embarcados.

O principal mercado brasileiro neste período foi a União Europeia com 41% do total dos embarques de 2018, seguida pelo Extremo Oriente (24%), África/Oriente Médio (11%), América do Norte (10%), América Latina (8%) e Leste Europeu (6%).

Para a Região Sul do País, a cultura é uma das atividades agroindustriais mais significativas. No Rio Grande do Sul, a participação do tabaco representou 7,4% no total das exportações.