Alto Vale catarinense participa da correta destinação de embalagens de agrotóxicos

28 . JAN . 2021 Releases

Janeiro 2021 – Já está em andamento o roteiro do Programa de Recebimento de Embalagens Vazias de Agrotóxicos pela região do Alto Vale de Santa Catarina. A coleta das embalagens vazias de agrotóxicos tríplice lavadas iniciou no dia 19 de janeiro, com pontos de recebimento em Presidente Getúlio, Dona Emma, Witmarsun, Vitor Meireles, Itaiópolis, José Boiteux, Nova Trento, Leoberto Leal, Major Gercino, Angelina, São João Batista, Tijucas, Apiúna, Ibirama, Aurora, Laurentino, Rio do Oeste e Presidente Nereu.

Na próxima semana, as atividades iniciam no dia 2 de fevereiro, em Lontras e Rio do Sul. E, no dia 3, haverá recebimento de embalagens em Urubici, Rio Rufino, Bocaina do Sul e Alfredo Wagner. No dia 4, a coleta atenderá os produtores de tabaco de Imbuia, Vidal Ramos, e no dia 5, de Botuverá, Bom Retiro e Agronômica. De 8 a 11, a ação do programa será em Agronômica, Trombudo Central, Santa Terezinha, Rio do Campo e Salete.

O recebimento de embalagens será retomado nos dias 18 e 19 de fevereiro, com coleta em Taió, Pouso Redondo e Agrolândia. E, finalizando o roteiro do Alto Vale, as equipes do programa estarão, de 22 a 25, em Atlanta, Petrolândia, Ituporanga e Chapadão do Lageado. Depois, os caminhões de recebimento percorrerão 14 municípios do Centro Norte catarinense no período de 1º a 23 de março.

Confira os pontos de coleta e horários em cada município

No momento da entrega, os produtores recebem comprovantes para apresentação aos órgãos ambientais, atendendo aos preceitos estabelecidos decreto 4.074/2002. “Esse é um dos 10 roteiros realizados anualmente, que totalizam a visitação a 1,8 mil pontos em localidades rurais. Os produtores devem levar as embalagens tríplice-lavadas até os pontos de coleta nos horários indicados nos convites entregues pelos técnicos de campo das empresas do tabaco. Além do cumprimento da legislação, o programa é um investimento das empresas associadas ao SindiTabaco em direção à preservação da saúde e segurança dos produtores e à proteção ambiental, objetivos prioritários do programa”, afirma o coordenador Carlos Sehn.

SAIBA MAIS – Pioneiro, o Programa de Recebimento de Embalagens Vazias de Agrotóxicos foi criado no ano 2000, antecedendo a regulamentação da legislação sobre o tema. Desenvolvido de forma itinerante pelo Sindicato Interestadual da Indústria do Tabaco (SindiTabaco) e empresas associadas, com o apoio da Associação dos Fumicultores do Brasil (Afubra), atualmente, o programa percorre dez roteiros distintos que abrangem todas as regiões produtoras de tabaco gaúchas e catarinenses. Em 20 anos de atuação já foram mais de 17 milhões de embalagens corretamente destinadas. Atualmente, 117 mil produtores de tabaco do Rio Grande do Sul e Santa Catarina são atendidos pela coleta itinerante que percorre 411 municípios e cerca de 1,8 mil pontos de recebimento no meio rural nos dois Estados. No Paraná, iniciativas semelhantes realizadas pelas centrais locais são apoiadas pelas empresas associadas ao SindiTabaco. Conheça os resultados do programa

Foto: Junio Nunes

Contato com a imprensa:
MSLGROUP Andreoli
Cibele Gandolpho – cibele.gandolpho@mslgroup.com – (11) 3169-9331 / (11) 96477-2701
Eliana Stülp Kroth – eliana.stulp@mslgroup.com – (51) 3713-1777 / (51) 9708-5539
Thais Thomaz – thais.thomaz@mslgroup.com – (11) 3169-9373
www.mslgroupandreoli.com.br